quinta-feira, 21 de setembro de 2017

OS LESMAS NO COMBOIO HISTÓRICO DO VOUGA







Olá rapaziada que gosta de aqui vir espreitar!

Hoje, vou-vos contar como foi o passeio dos LESMAS ao Comboio Histórico do Vouga.

Há umas semanas atrás, descobri, por acaso, esta opção turística com a minha companheira e gostei tanto que logo pensei com os meus botões "tenho que trazer cá os Lesmas"  😀.





E foi este o grupo de participantes que partiu da nossa sede, recentemente visitada pelo Sr. PR. 😀

A esta rapaziada iriam juntar-se, em Aveiro, mais 5 elementos, delegados das representações locais dos Lesmas: O Zé Lopes, a Susana, o Jorge Duke, o Vitor Mesquita e o Rui Figueiredo, que tratou da logística para o piquenique.



Na passagem por Coimbra, pela ponte-açude, uma perspectiva do Rio Mondego, sereno, naquela manhã de sábado.


Depois duma breve viagem pelo IC2, desde Coimbra até à Malaposta e depois pela N235 até Aveiro, onde chegámos pelas 10:30 "mais coisa menos coisa", reuniu-se o grupo aos que já nos esperavam e procedeu-se à "abertura dos trabalhos" com a prova de bolo e jeropiga.







Depois da "bucha", uma pequena volta pela zona das salinas ... 


Pela baixa histórica da cidade ...


Que fervilhava de movimento turístico ... tal como o Porto, está "na moda" 😎


Depois da breve voltinha pela cidade, fomos até ao local do pic-nic, junto à antiga Fábrica de Cerâmica Campos, que se situa no topo dum dos canais da Veneza Lusitana, em amplo espaço ajardinado.



E este o local do pic-nic que OS LESMAS escolheram preparando-se para a viagem de comboio, aproveitando o excelente dia de sol e temperaturas bem agradáveis. 😀


Tinha sido combinado que o Rui Figueiredo, Delegado Regional dos Lesmas em Aveiro, tratava do pão e dos frangos... e da sede levavam-se as bebidas e as sobremesas ...



Não tivessem sido os conhecimentos de bricolage do Carlos Relvão, não teríamos "piquenicado" de forma tão confortável...  😀








E depois do piquenique, veio mesmo a calhar uma ensolarada esplanada, mesmo ali ao lado, para matar o "vício do café”, aproveitando os minutos que ainda tínhamos disponíveis antes do comboio.





Bem... adiante 😀

Depois dum pequeníssima viagem de cerca de 1 km, chegámos à estação da CP em Aveiro onde já nos esperava o Comboio Histórico do Vouga.



E à hora certa, 13:40, o comboio lá partiu com os LESMAS acomodados  na carruagem que nos estava reservada, a nº 1.












E a viagem ia prosseguindo, com os participantes animados pela curiosidade do pitoresco proporcionado pelas sensações de viajar em carruagens com 100 anos.

E o próprio maquinista se ia divertindo com o seu brinquedo, uma locomotiva Alsthom série 9000 dos finais dos anos 50 do séc. XX, buzinando frequentemente aos populares que saudavam o comboio à sua passagem e aos automobilistas que aguardavam nas passagens de nível.
👏 😀






Uma breve paragem na estação de Eirol para cruzamento com o "regional" ... aproveitando a malta para registar o momento.


Momento da passagem por baixo do IC2  já perto de Águeda.


E a viagem prosseguia, agora animada por um grupo de música popular ...


que OS LESMAS acompanharam porque estas letras e músicas sabemo-las de cor 😀



video



Lugar ainda para a distribuição de doces regionais, cortesia do Município de Águeda ...👏





E a chegada à estação de Macinhata, onde nos aguardava uma simpática degustação de espumante regional, bem fresco como convinha à temperatura quente que àquela hora se fazia sentir.

Sempre animados 😀

video





A habitual foto de grupo antes da visita ao espaço-museu ... 


... cujo cicerone foi um "Factor de 3ª Classe", elemento do TEMA-Grupo de Teatro Experimental de Macinhata, que nos guiou ao século passado com as suas explicações sobre o modo de funcionamento dos caminhos-de-ferro da época.




Nesta foto, com uma marmita de transporte de alimentos dos ferroviários, prosseguindo depois, em detalhe, com a descrição de cada um dos belos e muito bem conservados exemplares de material circulante da época.


E aqui um dos mais bonitos exemplares expostos ...


Data da década de 1940, época da II Guerra Mundial em que tudo era escasso ... e foi preciso "reinventar" as camionetas de passageiros, dando-lhes condições para circularem na via férrea.




E na foto seguinte um interessante exemplar da Ambulância Postal ferroviária. Para além de servir para transportar o correio, servia também de "marco do correio" e os residentes junto às estações e apeadeiros podiam utilizá-la como se de um marco do correio se tratasse.



E era hora de regressar ... o comboio aprestava-se para partir até ao próximo destino: Águeda, onde iríamos parar cerca de uma hora para uma visita ao centro histórico da cidade.



E lá prosseguiu viagem, em moderada velocidade como a sinuosidade da linha aconselha, rodeada de arvoredo que quase entrava pelas janelas.



E a chegada à estação de Águeda ... daqui os colaboradores do Município de guiariam os passageiros até à baixa da cidade, numa caminhada de cerca de 10 minutos.


A baixa da cidade de Águeda está lindíssima, com as suas ruas cobertas por um céu colorido de chapéus de sol ... 


e o cronista com a sua "pártenere" num momento de boa disposição 😀



E este, um momento de descontracção e "refrescamento gargantício" que OS LESMAS tiveram junto ao rio, preparando-se para o regresso a Aveiro.


e era chegada a hora da partida ....


Apesar de muito antigo, o comboio fazia questão de circular "à tabela" e chegar a Aveiro às 19:01 programadas.

No entanto, uma surpresa estava reservada e dirigida aos mais "entendidos" em mecânica 😀


O maquinista tinha aberto os painéis laterais da "motora" para que se pudesse apreciar o "coração" da locomotiva".

Um motor diesel com cerca de 700 cavalos que gerava electricidade para um grupo eléctrico de tracção que fazia movimentar o comboio.

Igualmente interessante o motor (2 cilindros) de ar comprimido e vácuo que assegurava o funcionamento dos travões da composição.



Na foto, o maquinista com os elementos da Lista A (e única) candidata ao próximo mandato 2018-2026 para a direcção dos LESMAS 😀


O comboio chegou à estação de Aveiro pelas 19:01 combinadas, terminando esta simpática e animadíssima viagem, "diferente" do que OS LESMAS estão habituados mas, por isso mesmo, mais uma inesquecível passeata pela beleza das paisagens, pela visita guiada ao Museu de Macinhata, pela animação e alegria que todos partilharam.

É muito bom ter-vos como meus amigos. 😉

Nota: como de costume, todas as fotos no facebook OS LESMAS-GRUPO MOTARD